título

Cerca de 50.000 alunos disputam menos de 5.000 vagas na maior universidade estatal do país

Cerca de 50 mil candidatos são esperados neste ano lectivo, na Universidade Agostinho Neto (UAN), a maior de Angola, para apenas 4.960 vagas disponibilizadas no período de inscrições, que decorre até 20 de Janeiro.

A informação foi transmitida hoje à Lusa pelo diretor do gabinete de comunicação institucional e imprensa daquela universidade de Luanda, Arlindo Isabel, avançando que só entre 04 e 06 de Janeiro já se candidataram mais de 6.000 estudantes.

Segundo Arlindo Isabel, cerca de 50.000 candidatos devem disputar este ano as 4.960 vagas disponíveis nos 45 cursos, sublinhando o responsável que, até ao momento, o processo decorre na normalidade.

 

“Começamos no dia 04 de Janeiro, é um processo que já vem sendo realizado há seis anos, as equipas estão suficientemente treinadas e está tudo a correr sem sobressaltos”, disse.

 

O número de vagas no ano lectivo que arranca em Março próximo contrasta com o de 2017, que na UAN foi de 5.385.

 

Para este ano, referiu ainda Arlindo Isabel, a novidade consiste no recurso a provas de aferição que recorrem ao modelo americano, com correção automática dos exames, que decorem entre 29 de Janeiro e 03 de Fevereiro.

“Este processo é mais exato, dinâmico, elimina qualquer fator subjectivo, é mais transparente”, assegurou.

 

Além do certificado de habilitações do ensino médio e documentos de identificação, o processo de inscrição como candidato envolve a apresentação de um comprovativo do recenseamento militar, declaração de serviço para trabalhadores militares ou polícias e o pagamento de emolumentos entre os 4.000 e os 6.000 kwanzas (20 a 30 euros).

 

A Universidade Agostinho Neto é a mais antiga e maior universidade pública de Angola, com cursos, entre outras, nas áreas do Ambiente, Engenharia Química, Gestão Empresarial, Gestão das Organizações, Direito, Sociologia, Gestão dos Recursos humanos e Matemática, num total de nove unidades orgânicas.

 

09 Janeiro 2018
Lusa

Partilhe: Facebook Twitter