título

Organização humanitária reconstrói 163 salas de aula no sul de Moçambique

A organização humanitária internacional Care anunciou hoje estar concluída a reconstrução de 163 salas de aula na província de Inhambane, sul de Moçambique, depois dos estragos provocados pelo ciclone Dineo em Fevereiro de 2017.

A Care juntou-se aos esforços públicos e de outros parceiros para colmatar os prejuízos causados pela intempérie.

 

O ciclone Dineo matou sete pessoas e feriu mais de 50, há cerca de um ano, danificando casas e infraestruturas, entre as quais 2.200 salas de aula da região, segundo números do Governo.

 

A Care estima que as salas de aula que recuperou venham a servir 14.000 alunos e rehabilitou ainda nove centros de saúde que servem aproximadamente 120 mil pessoas.

 

A organização realça que as novas estruturas foram construídas com materiais mais resistentes, "para permitir que resistam a eventos futuros" que considera poderem via a ser mais frequentes devido a mudanças climáticas, indicou em comunicado.

 

"Embora a estrutura de tectos resilientes tenha exigido mais tempo de construção, estamos confiantes de que as novas estruturas serão capazes de resistir a ciclones similares no futuro", referiu Marc Nosbach, director nacional da Care em Moçambique.

 

19 Janeiro 2018
Lusa

Partilhe: Facebook Twitter